terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Comentário da Prova de Português TRE SP 2017 Técnico Judiciário


Estratégia Concursos – Décio Terror
14 de fev de 2017 11:51

Olá, pessoal!

Vamos ao Comentário da Prova de Português TRE SP 2017 Técnico Judiciário.

Centro de Memória Eleitoral – CEMEL

        O Centro de Memória Eleitoral do TRE-SP foi criado em agosto de 1999 e tem por objetivo a execução de ações que possibilitem cultivar e difundir a memória político-eleitoral como instrumento eficaz do aprofundamento e alargamento da consciência de cidadania, em prol do aperfeiçoamento do regime democrático brasileiro.

        Seu acervo reúne títulos eleitorais desde a época do Império, urnas de votação (de madeira, de lona e eletrônicas), quadros, fotografias e material audiovisual, entre outros itens.

        A realização de exposições temáticas, o lançamento de livros, a realização de palestras, além de visitas escolares monitoradas na sede do tribunal e o desenvolvimento de um projeto de história oral, são algumas das iniciativas do CEMEL.

(Disponível em: www.tre-sp.jus.br)

1. Da leitura do texto, compreende-se que

(A) a preservação da memória político-eleitoral consiste em resgatar o regime imperialista.

(B) o acervo do CEMEL preserva um material tão antigo que antecede a época do Império.

(C) a consciência de cidadania é condição necessária para a consolidação da democracia.

(D) o estudo da história é garantia do estabelecimento de um governo pautado pela cidadania.

(E) a meta do CEMEL é assegurar o arquivamento sigiloso da documentação da justiça eleitoral.

Comentário: A alternativa (A) está errada. Veja que a afirmação desta alternativa tentou iludir o candidato em referência à seguinte passagem do texto: "Seu acervo reúne títulos eleitorais desde a época do Império" (segundo parágrafo). Ora, o fato de reunir títulos eleitorais desde a época do Império não significa que se deseja resgatar o regime imperialista, concorda?!

        A alternativa (B) está errada e faz referência à mesma parte do texto, vista na alternativa anterior: "Seu acervo reúne títulos eleitorais desde a época do Império" (segundo parágrafo). Na realidade, a banca só queria que o candidato percebesse que "desde" transmite um limite temporal e significa "a partir de". Assim, entendemos que o material não antecede a época do Império.

        A alternativa (C) é a correta e é subentendida no final do primeiro parágrafo, especificamente no seguinte trecho: "…aprofundamento e alargamento da consciência de cidadania, em prol do aperfeiçoamento do regime democrático brasileiro."

        Assim, entendemos que o aprofundamento e alargamento da consciência de cidadania levam ao aperfeiçoamento do regime democrático brasileiro. Naturalmente, isso pressupõe que a consciência de cidadania é condição necessária para a consolidação da democracia.

        A alternativa (D) está errada, pois faz uma leitura deturpada do primeiro parágrafo. Veja que o parágrafo não fala de forma generalizante sobre o "estudo da história", mas apenas que foi criado o Centro de Memória Eleitoral do TRE-SP. Além disso, essa iniciativa leva ao cultivo e à difusão da memória político-eleitoral. Veja:

        O Centro de Memória Eleitoral do TRE-SP foi criado em agosto de 1999 e tem por objetivo a execução de ações que possibilitem cultivar e difundir a memória político-eleitoral como instrumento eficaz do aprofundamento e alargamento da consciência de cidadania, em prol do aperfeiçoamento do regime democrático brasileiro.

        Dessa forma, não se entende do texto que o estudo da história seria uma suposta garantia do estabelecimento de um governo pautado pela cidadania.

        A alternativa (E) está errada, pois se entende do terceiro parágrafo do texto que o CEMEL não tem caráter sigiloso, mas o contrário: tem a intenção de difundir o conteúdo dos arquivos.

Gabarito: C

2. O Centro de Memória Eleitoral do TRE-SP foi criado em agosto de 1999 e tem por objetivo a execução de ações… (1º parágrafo)

O segmento sublinhado estará corretamente substituído, com o sentido preservado, por:

(A) visa à

(B) propõe-se da

(C) promove à

(D) reivindica à

(E) promulga a

Comentário: A expressão "tem por objetivo" tem a mesma intenção comunicativa e mesmo sentido da expressão "visa à". Além disso, devemos notar que o verbo "visa", neste sentido, é transitivo indireto e rege a preposição "a". Como o substantivo "execução" é precedido do artigo "a", ocorre a crase.

        Assim, a alternativa (A) é a correta.

        A alternativa (B) está errada, pois não tem o mesmo sentido e o verbo "propõe" não rege a preposição "de".

        As alternativas (C) e (D) estão erradas, pois os verbos são transitivos diretos e não regem a preposição "a".

        A alternativa (E) está errada, pois o verbo "promulga" não apresenta o mesmo sentido da expressão em destaque.

Gabarito: A

 

3. A frase em que a concordância se estabelece em conformidade com a norma-padrão da língua é:

(A) Voltados ao cultivo e à difusão da memória político-eleitoral, foi criado o CEMEL, em 1999.

(B) Dão-se com regularidade a ocorrência de visitas escolares monitoradas na sede do tribunal.

(C) Faz parte do acervo títulos eleitorais, urnas de votação, quadros, fotografias e material audiovisual.

(D) Entre as iniciativas do CEMEL, destaca-se a realização de exposições e o lançamento de livros.

(E) O acervo do CEMEL contêm, entre outros itens, títulos de eleitor que remontam à época do Império.

Comentário: A alternativa (A) está errada, pois o particípio "Voltados" deve concordar com o seu referente "o CEMEL".

Voltado ao cultivo e à difusão da memória político-eleitoral, foi criado o CEMEL, em 1999.

        A alternativa (B) está errada, pois o verbo "Dão" concorda com o sujeito determinado simples e singular "a ocorrência de visitas escolares".

-se com regularidade a ocorrência de visitas escolares monitoradas na sede do tribunal.

        A alternativa (C) está errada, pois o verbo "Faz" deve concordar com o sujeito composto "títulos eleitorais, urnas de votação, quadros, fotografias e material audiovisual".

Fazem parte do acervo títulos eleitorais, urnas de votação, quadros, fotografias e material audiovisual.

        A alternativa (D) é a correta, pois, apesar de o verbo "destaca-se" se referir ao sujeito composto "a realização de exposições e o lançamento de livros", este se encontra após o verbo e ele pode concordar com o núcleo mais próximo: "realização".

Entre as iniciativas do CEMEL, destaca-se a realização de exposições e o lançamento de livros.

        A alternativa (E) está errada, pois o verbo "contêm" deve concordar com o núcleo do sujeito simples "acervo". Note que o pronome relativo "que" ocupa a função de sujeito e retoma o substantivo plural "títulos", por isso o verbo "remontam" está corretamente flexionado no plural.

O acervo do CEMEL contém, entre outros itens, títulos de eleitor que remontam à época do Império.

Gabarito: D

 

 

Atenção: Para responder às questões de números 4 a 6, considere o texto abaixo.

As crianças de hoje estão crescendo numa nova realidade, na qual estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas, de uma maneira que jamais aconteceu na história da humanidade. A nova safra de nativos do mundo digital pode ser muito hábil nos teclados, mas encontra dificuldades quando se trata de interpretar comportamentos alheios frente a frente, em tempo real.

Um estudante universitário observa a solidão e o isolamento que acompanham uma vida reclusa ao mundo virtual de atualizações de status e "postagens de fotos do meu jantar". Ele lembra que seus colegas estão perdendo a habilidade de manter uma conversa, sem falar nas discussões profundas, capazes de enriquecer os anos de universidade. E acrescenta: "Nenhum aniversário, show, encontro ou festa pode ser desfrutado sem que você se distancie do que está fazendo", para que aqueles no seu mundo virtual saibam instantaneamente como está se divertindo.

De algumas maneiras, as intermináveis horas que os jovens passam olhando fixamente para aparelhos eletrônicos podem ajudá-los a adquirir habilidades cognitivas específicas. Mas há preocupações e questões sobre como essas mesmas horas podem levar a déficits de habilidades emocionais, sociais e cognitivas essenciais.

(Adaptado de: GOLEMAN, Daniel. Foco: a atenção e seu papel fundamental para o sucesso. Trad. Cássia Zanon. Rio de Janeiro, Objetiva, 2013, p. 29-30)

4. Na opinião do autor,

(A) a constante conexão às máquinas não tem o potencial de contribuir para o desenvolvimento intelectual dos jovens.

(B) a atenção exagerada que se dá aos meios virtuais tem como efeito o surgimento de problemas na interação social.

(C) a superficialidade das conversas travadas nas redes sociais é fruto da redução gradual de eventos coletivos.

(D) o isolamento em um mundo virtual se torna preocupante quando o jovem deixa de frequentar eventos sociais.

(E) o ambiente virtual tornou-se mais atraente ao jovem na medida em que este se viu inábil para lidar com conflitos reais.

Comentário: A alternativa (A) está errada e faz referência ao primeiro período do terceiro parágrafo:

De algumas maneiras, as intermináveis horas que os jovens passam olhando fixamente para aparelhos eletrônicos podem ajudá-los a adquirir habilidades cognitivas específicas.

Assim, podemos entender que a constante conexão às máquinas, de alguma maneira, tem o potencial de contribuir para o desenvolvimento intelectual dos jovens.

A alternativa (B) é a correta e tem como base várias passagens do texto que mostram justamente que a atenção exagerada que se dá aos meios virtuais tem como efeito o surgimento de problemas na interação social. Veja as expressões do texto que confirmam isso:

"As crianças de hoje … estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas…"

"A nova safra de nativos do mundo digital … encontra dificuldades quando se trata de interpretar comportamentos alheios frente a frente, em tempo real…"

"…seus colegas estão perdendo a habilidade de manter uma conversa, sem falar nas discussões profundas, capazes de enriquecer os anos de universidade…"

"…há preocupações e questões sobre como essas mesmas horas podem levar a déficits de habilidades emocionais, sociais e cognitivas essenciais…"

        A alternativa (C) está errada e faz uma leitura equivocada do segundo parágrafo. Nele foi afirmado que a vida reclusa ao mundo virtual, marcada pela solidão e pelo isolamento, faz com a pessoa perca suas habilidades de manter uma conversa e de manter uma discussão aprofundada sobre algo.

        A alternativa (D) está errada, pois se entende do segundo parágrafo e do restante do texto que a preocupação do isolamento em um mundo virtual não se dá simplesmente porque um jovem deixaria de frequentar eventos sociais, mas ele perde a habilidade de manter conversas sadias, um aprofundamento em discussões importantes para seu desenvolvimento, além de, conforme o primeiro parágrafo, encontrar dificuldades em entender o outro, numa relação social, como se afirma em: "quando se trata de interpretar comportamentos alheios frente a frente, em tempo real".

        A alternativa (E) está errada, porque colocou como motivo do acesso ao ambiente virtual o fato de o jovem se sentir inábil em lidar com conflitos reais. Na realidade, é o contrário, o fato de ele se manter fortemente no mundo virtual é que pode levar a uma inabilidade de lidar com conflitos reais.

Gabarito: B

 

5. Uma frase redigida em conformidade com as informações do texto é:

(A) De tanto que tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face, o nativo digital é hábil nos teclados.

(B) A despeito de ser hábil nos teclados, o nativo digital tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face.

(C) Diante da dificuldade em interpretar as pessoas face a face, o nativo digital, portanto, é hábil nos teclados.

(D) O nativo digital tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face, em virtude de ser hábil nos teclados.

(E) À presunção de ser hábil nos teclados, o nativo digital tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face.

Comentário: Quatro alternativas colocaram, de maneira geral, uma relação de causa e efeito entre a situação de o jovem ser hábil nos teclados e ele ter dificuldade de interpretar as pessoas face a face.

        Ora, o fato de ser hábil nos teclados não ocorreu porque o jovem tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face, ou vice-versa. Não houve essa relação de causa e consequência no texto.

        O que houve foi uma relação de contraste. Veja o segundo período do primeiro parágrafo do texto:

A nova safra de nativos do mundo digital pode ser muito hábil nos teclados, mas encontra dificuldades quando se trata de interpretar comportamentos alheios frente a frente, em tempo real.

        Esse contraste se mantém na alternativa (B), por meio da locução prepositiva de valor concessivo "a despeito de". Veja:

A despeito de ser hábil nos teclados, o nativo digital tem dificuldade em interpretar as pessoas face a face.

Gabarito: B

 

6. Considere a relação entre o vocábulo "que" e a expressão entre colchetes nas seguintes passagens do texto.

I. …  estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas, de [uma maneira] que jamais aconteceu na história da humanidade. (1º parágrafo)

II.     Um estudante universitário observa [a solidão e o isolamento] que acompanham uma vida reclusa ao mundo virtual… (2º parágrafo)

III.   Ele lembra que [seus colegas] estão perdendo a habilidade de manter uma conversa… (2º parágrafo)

IV.    [Nenhum aniversário, show, encontro ou festa] pode ser desfrutado sem que você se distancie… (2º parágrafo)

V.     [as intermináveis horas] que os jovens passam olhando fixamente para aparelhos eletrônicos… (3º parágrafo)

Tem função pronominal, por se referir à expressão entre colchetes e equivaler a ela em termos de sentido, o vocábulo "que" sublinhado APENAS em

(A) II, III e V.

(B) I, III e IV.

(C) I, II e V.

(D) I, II e IV.

(E) III, IV e V.

Comentário: Nesta questão, basta observar quando o "que" é pronome relativo. Em seguida, devemos confirmar se o pronome efetivamente retomar a palavra entre colchetes.

        Na frase I, a palavra "que" é pronome relativo. Ela se encontra como adjunto adverbial de modo e por isso pode ser substituída pela palavra "como" ou "na qual", por retomar "maneira". Compare:

As crianças de hoje estão crescendo numa nova realidade, na qual estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas, de uma maneira que jamais aconteceu na história da humanidade.

As crianças de hoje estão crescendo numa nova realidade, na qual estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas, de uma maneira como jamais aconteceu na história da humanidade.

As crianças de hoje estão crescendo numa nova realidade, na qual estão conectadas mais a máquinas e menos a pessoas, de uma maneira na qual jamais aconteceu na história da humanidade.

        Na frase II, a palavra "que" é pronome relativo e realmente retoma a expressão "a solidão e o isolamento".

        Na frase III, a palavra "que" é uma conjunção integrante que inicia a oração subordinada substantiva objetiva direta. Assim, tal vocábulo não tem o papel de retomar palavras.

        Na frase IV, a expressão "sem que" é uma locução conjuntiva, portanto não tem o papel de retomar palavras.

        Na frase V, a palavra "que" é pronome relativo e realmente retoma a expressão "as intermináveis horas".

        Assim, a alternativa (C) é a correta.

Gabarito: C

 

7. A forma verbal empregada corretamente está na frase:

(A) Notam-se a probabilidade de problemas emocionais e de déficits de habilidades sociais.

(B) Dedica-se ao manejo de aparelhos eletrônicos, desde a mais tenra idade, as crianças de hoje.

(C) Cercam-se de solidão e isolamento uma vida reclusa ao mundo virtual de atualizações de status.

(D) Findaram as discussões profundas, com as quais poderia se enriquecer os anos de universidade.

(E) Interpretam-se, com dificuldade, comportamentos alheios frente a frente, em tempo real.

Comentário: A alternativa (A) está errada, pois o verbo "Notam" é transitivo direto, o pronome "se" é apassivador e o sujeito paciente é determinado simples, isto é, tem apenas um núcleo, que é o substantivo singular "probabilidade". Veja que apenas o adjunto adnominal é composto.

Nota-se a probabilidade de problemas emocionais e de déficits de habilidades sociais.

        A alternativa (B) está errada, pois o verbo "Dedica-se" deve concordar com o seu sujeito "as crianças de hoje".

Dedicam-se ao manejo de aparelhos eletrônicos, desde a mais tenra idade, as crianças de hoje.

        A alternativa (C) está errada, pois o verbo "Cercam" tem como sujeito a expressão singular "uma vida reclusa".

Cerca-se de solidão e isolamento uma vida reclusa ao mundo virtual de atualizações de status.

        A alternativa (D) está errada, pois a locução verbal "poderia se enriquecer" apresenta o verbo principal e transitivo direto "enriquecer", o pronome "se" é apassivador e o termo plural "os anos de universidade" é o sujeito paciente. Note que o verbo intransitivo "Findaram" está concordando corretamente com o sujeito "as discussões profundas".

Findaram as discussões profundas, com as quais poderiam se enriquecer os anos de universidade.

        A alternativa (E) é a correta, pois o verbo "Interpretaram" é transitivo direto, o pronome "se" é apassivador e o termo plural "comportamentos alheios" é o sujeito paciente.

Interpretamse, com dificuldade, comportamentos alheios frente a frente, em tempo real.

Gabarito: E

 

8. A frase redigida com clareza e correção é:

(A)  A humanidade assiste a uma revolução tecnológica e comportamental inédita, cujas consequências ainda não são passíveis de mensuração.

(B) As duas primeiras décadas deste século, tem assistido uma transformação vertiginosa que entretanto, não satisfaz os desejos de expansão humano.

(C) É comum pessoas negligenciarem ao instante presente para tirar fotos de que serão apreciadas por amigos virtuais, com o qual não se tem intimidade.

(D) É possível que o cérebro da nova safra de nativos digitais, adapta-se ao contato exacerbado com as máquinas, afim de aproveitar-lhe ao máximo.

(E) Os jovens que obterem melhor desempenho com as novas tecnologias farão jus à mais sucesso, porém há outras habilidades, que podem prejudicá-lo.

Comentário: A alternativa (A) é a correta. Veja que o verbo "assiste" é transitivo indireto e rege a preposição "a". Note que o pronome relativo "cujas" transmite relação de posse. A expressão "cujas consequências" é o sujeito do verbo "são". A vírgula foi também corretamente empregada por separar oração subordinada adjetiva explicativa.

A humanidade assiste a uma revolução tecnológica e comportamental inédita, cujas consequências ainda não são passíveis de mensuração.

        A alternativa (B) está errada, pois não pode haver vírgula entre o sujeito "As duas primeiras décadas deste século" e o verbo "tem". Além disso, tal verbo deve concordar com esse sujeito plural. A locução verbal "tem assistido" apresenta o verbo principal transitivo indireto, o qual rege a preposição "a". Ademais, a conjunção adversativa deslocada "entretanto" deve ser separada por dupla vírgula. Por fim, o adjetivo "humano" caracteriza o substantivo "desejos" e com ele deve concordar.

As duas primeiras décadas deste século têm assistido a uma transformação vertiginosa que, entretanto, não satisfaz os desejos de expansão humanos.

        A alternativa (C) está errada, pois o verbo "negligenciarem" é transitivo direto e não rege preposição "a". O infinitivo "tirar" pode se flexionar no plural, pois pode fazer referência ao substantivo "pessoas". Porém, o emprego no singular é admitido por entendermos um infinitivo impessoal, isto é, o que importa é a ação e não quem a executa. O pronome relativo "que" se encontra na função de sujeito em relação à locução verbal "serão apreciadas". Assim, não pode ser preposicionado. O pronome relativo "o qual" deve concordar com o seu referente "amigos virtuais".

É comum pessoas negligenciarem o instante presente para tirar fotos que serão apreciadas por amigos virtuais, com os quais não se tem intimidade.

        A alternativa (D) está errada, pois não pode haver vírgula entre o sujeito "o cérebro da nova safra de nativos digitais" e o verbo "adapta". A expressão "É possível" transmite possibilidade. Assim, o tempo verbal ideal é o presente do subjuntivo: "adaptese". A grafia correta é "a fim de". O verbo "aproveitar" é transitivo direto, por isso não cabe o pronome "lhe".

É possível que o cérebro da nova safra de nativos digitais adapte-se ao contato exacerbado com as máquinas, a fim de aproveitá-las ao máximo.

        A alternativa (E) está errada, pois a flexão no futuro do subjuntivo do verbo "obter" é "obtiverem". Não cabe crase diante da palavra masculina "sucesso". Como o pronome "o" deve concordar com "jovens", deve se flexionar no plural.

Os jovens que obtiverem melhor desempenho com as novas tecnologias farão jus a mais sucesso, porém há outras habilidades, que podem prejudicá-los.

Gabarito: A

 

 

Gabarito

01 – C       02 – A       03 – D       04 – B

05 – B       06 – C       07 – E        08 – A

 

Bom, pessoal, na minha visão, não percebi possibilidade de recurso.

Espero que vocês tenham gosta do Comentário da Prova de Português TRE SP 2017 Técnico Judiciário.

Mais à frente eu postarei outros artigos com o comentário das demais provas.

Grande abraço!

Dècio Terror

 

The post Comentário da Prova de Português TRE SP 2017 Técnico Judiciário appeared first on Estratégia Concursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário